Você está aqui: Página Inicial > Sua Proteção > Tráfico de Pessoas

Menu

Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas

A Política Nacional de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas (Decreto nº 5.948/2006) adota a expressão “tráfico de pessoas” conforme o Protocolo Adicional à Convenção das Nações Unidas contra o Crime Organizado Transnacional Relativo à Prevenção, Repressão e Punição do Tráfico de Pessoas, em especial Mulheres e Crianças, conhecido como Protocolo de Palermo, que a define como “o recrutamento, o transporte, a transferência, o alojamento ou o acolhimento de pessoas, recorrendo à ameaça ou uso da força ou a outras formas de coação, ao rapto, à fraude, ao engano, ao abuso de autoridade ou à situação de vulnerabilidade ou à entrega ou aceitação de pagamentos ou benefícios para obter o consentimento de uma pessoa que tenha autoridade sobre outra para fins de exploração. A exploração incluirá, no mínimo, a exploração da prostituição de outrem ou outras formas de exploração sexual, o trabalho ou serviços forçados, escravatura ou práticas similares à escravatura, a servidão ou a remoção de órgãos”. Leia mais


Sobre Tráfico de Pessoas|Menus

Últimas Notícias

Esta coleção não possui nenhum resultado.

Fale Conosco

Horário de funcionamento:
de segunda a sexta, das 8 às 19 horas
Telefone: (61) 2025-9663 / 9584

Endereço:
Ministério da Justiça e Segurança Pública
Secretaria Nacional de Justiça e Cidadania
Departamento de Políticas de Justiça 
Coordenação de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas
Bl. "T", Anexo II, 3º andar, sala 326
70.064-900 – Brasília-DF

Correio eletrônico: