Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Senacon investiga empresas aéreas por situação de passageiros em Bariloche

Destaque

Senacon investiga empresas aéreas por situação de passageiros em Bariloche

Investigação apura conduta das empresas aéreas Latam e Azul após passageiros ficarem retidos em Bariloche, na Argentina, devido às condições climáticas adversas na região
por publicado: 21/07/2017 17h20 última modificação: 21/07/2017 18h08

Brasília, 21/7/17 - O Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC), órgão da Secretaria Nacional do Consumidor do Ministério da Justiça e Segurança Pública (Senacon/MJSP), abriu investigação para apurar a conduta das empresas aéreas Latam e Azul. Passageiros ficaram retidos em Bariloche, na Argentina, devido às condições climáticas adversas no local. 

Segundo informações recebidas pela Senacon, cerca de 9 mil passageiros teriam sido afetados e estariam sem adequada assistência. A secretaria acionou a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e o Ministério das Relações Exteriores para obter dados atualizados sobre a situação no aeroporto argentino e o tratamento dado às pessoas envolvidas. 

O secretário Nacional do Consumidor, Arthur Rollo, conversou com o diretor Nacional de Defesa do Consumidor da Argentina, Fernando Blanco Muiño, que garantiu que o governo argentino está acompanhando os planos de emergência das empresas e mantém contato direto com as autoridades municipais de Bariloche para avaliar as alternativas. Rollo também cobrou alojamento adequado e alimentação aos passageiros que tiveram seus voos cancelados. 

Latam e Azul foram notificadas pelo DPDC para apresentarem as medidas tomadas quanto à assistência aos brasileiros e as ações para atender às demandas desses consumidores.

ASSINATURAMJ_PORTAL_0803_PARTE BCA.JPGASSINATURAMJ_PORTAL_0803.jpgFACEBOOK_ICON_2103.jpgYOUTUBE_ICON_2103.jpgTWITTER_ICON_2103.jpgSOUNDCLOUD_ICON_2103.jpgINSTAGRAM_ICON_2103.jpgFLICKR_ICON_2103.jpg