Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Força Nacional prepara 355 novos integrantes para operações

Destaque

Força Nacional prepara 355 novos integrantes para operações

Novo efetivo já poderá participar de operações em qualquer região do País a partir da próxima semana. Maioria dos alunos são militares estaduais inativos oriundos de São Paulo, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina
por publicado: 17/02/2017 15h59 última modificação: 17/02/2017 16h35

Brasília, 17/02/2017 - O diretor do Departamento da Força Nacional de Segurança Pública, coronel Joviano Conceição Lima, acompanhou as capacitações de 355 novos integrantes, nesta semana, em Brasília (DF). O efetivo está sendo preparado para participar de operações em qualquer região do país, a partir da próxima semana.

Na base de treinamentos da Força situada na região do Gama, o diretor fez revista à tropa e depois acompanhou aulas. Estão sendo realizadas naquela unidade as 63ª e 64ª edições da Instrução de Nivelamento de Conhecimento, cujos 261 alunos são militares estaduais inativos oriundos de São Paulo, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

"Tenho certeza que essa tropa está sendo bem preparada e irá contribuir para pacificar os locais para onde for designada. Esta certeza é muito importante no momento em que o governo federal desenvolve o Plano Nacional de Segurança Pública, através do qual a União e os governos estaduais firmam parcerias para o combate à criminalidade. Os senhores fazem parte de um ponto central desta iniciativa", reforçou o diretor.

Durante as INCs, os participantes têm aulas teóricas e práticas de disciplinas como Técnicas e Patrulha Policial e de Abordagem, Armamento e Tiro Policial, Controle de Distúrbios Civis, Uso Diferenciado da Força, Policiamento Ambiental e de Fronteiras, Identificação de Fraudes Veiculares e Documentais, Técnicas de Busca e Apreensão, Inteligência, Direitos Humanos, Educação Física, Defesa Pessoal e Operações Helitransportadas.

Outros temas que são abordados por especialistas são Organizações Criminosas, Investigação de Homicídios, Balística Forense, Medicina Legal, Panorama Nacional dos Crimes de Homicídios e Violência Doméstica. As instruções somam 186 horas-aula, incluindo as avaliações, divididas em até quatro semanas.

Curso Força Nacional

Experiência
As 63ª e 64ª INCs devem ser concluídas, respectivamente, nos dias 25 de fevereiro e 6 de março, quando os efetivos estarão prontos para serem enviados às operações em andamento pelo país. Estas serão a terceira e quarta turmas de militares estaduais inativos que a Força Nacional estará formando.

A primeira turma, a da 62ª INC, foi encerrada no dia 8 de fevereiro e a partir de então os 406 aprovados foram enviados para as operações que estão sendo realizadas no Rio de Janeiro e no Espírito Santo.

"O ministro da Justiça em exercício, José Levi Mello do Amaral Júnior, quando esteve em Vitória, na semana passada, fez questão de cumprimentar cada um dos integrantes da Força Nacional que encontrou e falou da honra que sente em ser o comandante máximo da tropa, enquanto ministro. Cerca de dois terços dos homens e mulheres dos que lá estão trabalhando no Espírito Santo são veteranos como os senhores e estão dando um show. O mesmo acontece no Rio de Janeiro. Isso é muito importante e os senhores e senhoras logo estarão orgulhando a Força Nacional em algum ponto do país", destacou o diretor.

Já a 65ª INC teve início no dia 6 de fevereiro, na Academia Nacional de Polícia, região de Sobradinho, com encerramento previsto para 31 de março. O diretor visitou as instalações da unidade de ensino e conversou com os alunos dos dois pelotões. A turma é composta por 94 militares da União que prestaram serviços temporários e agora podem ser mobilizados pela Força Nacional, por tempo definido.

O diretor do Departamento fez uma explanação sobre o papel das operações de apoio aos estados, assim como o contexto da mobilização, na Força, daqueles oriundos das Forças Armadas, no apoio aos profissionais de segurança pública.

Ele também frisou o empenho do ministro da Justiça e Segurança Pública licenciado, Alexandre de Moraes, nessa iniciativa de ampliar a capacidade de mobilização de mais efetivo para a Força, assim como do ministro em exercício, José Levi Mello do Amaral Júnior, do secretário Nacional de Segurança Pública, Celso Perioli, e do secretário Nacional de Políticas Sobre Drogas, coronel Roberto Alegretti, que preside a Comissão Especial de Seleção de profissionais para mobilização pela Força.

Inscrições
Os militares e policiais estaduais inativos e os militares da União inativos, ou que tenham prestado serviços em caráter temporário, agora podem ser mobilizados pela Força Nacional depois que o Governo Federal editou a Medida Provisória nº. 755, de 19 de dezembro de 2016. A alteração legislativa também abrange servidores civis da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios, aposentados há menos de cinco anos, para fins de atividades de apoio administrativo à Força.

Agora, eles estão aptos a serem capacitados e trabalharem em conjunto com os policiais militares, bombeiros militares, policiais civis e profissionais de perícia da ativa que atuam pela Força Nacional de Segurança Pública.

Por isso foram lançados quatro editais abrindo quatro processos seletivos para mobilização pela Força Nacional:

- de militares estaduais inativos;

- de policiais civis aposentados da União, estados e Distrito Federal;

- de servidores civis aposentados da União, estados, Distrito Federal e municípios e;

- de militares da União que prestaram serviços temporários.

Os quatro editais de Processos Seletivos e inscrição no Cadastro de Inativos estão disponíveis no endereço http://intranet.dfnsp.mj.gov.br/cadastroinativos/

Curso Força

Fotos: Allan de Carvalho/MJSP

ASSINATURAMJ_PORTAL_0803_PARTE BCA.JPGASSINATURAMJ_PORTAL_0803.jpgFACEBOOK_ICON_2103.jpgYOUTUBE_ICON_2103.jpgTWITTER_ICON_2103.jpgSOUNDCLOUD_ICON_2103.jpgINSTAGRAM_ICON_2103.jpgFLICKR_ICON_2103.jpg